Menu Fechar

Limpeza e Lavagem nasal dos bebés

A limpeza nasal dos bebés é simples, segura e barata, não tem contraindicações e deve ser feita porque o nariz é o filtro das impurezas do ambiente externo. A limpeza nasal, feita com pouca quantidade de soro ou com sprays para o efeito, pode ser realizada diariamente, principalmente para quem tem doenças alérgicas (por exemplo rinite) ou vive em cidades mais poluídas. Como serve apenas para higienização poderá utilizar as unidoses de soro, colocando apenas umas gotas em cada narina do bebé, ou em spray adequado à idade, fazendo uma pressão em cada narina (ex. Rhinomer).

A lavagem nasal com maior volume serve para eliminar as secreções propícias a bactérias e vírus pois a sua acumulação é prejudicial ao bebé. A importância de fazer esta lavagem corretamente é fundamental para ser benéfica. A lavagem pode ser feita desde o nascimento, desde que seja um bebé de termo e sem problemas de saúde, e ajudará a evitar complicações que advêm das constipações como, por exemplo, otites e infeções respiratórias. Deverá sempre consultar o seu pediatra antes de efetuar o procedimento.

 

O que é preciso para fazer a lavagem nasal?

– Soro fisiológico (0,9%)

– seringa de rosca ou com adaptador para seringas (1ml para recé-nascidos, 3ml a partir dos 3 meses, 5 ml para crianças de um ano, 10ml ou 20ml para adultos – quantidade por narina)

– um recipiente para colocar o soro fisiológico

– pano para colocar à volta do bebé para não se molhar.

– Em caso de grande volume de secreções, poderá também ser utilizado um aspirador nasal após a lavagem.

Como fazer a lavagem?

É importante que o bebé esteja sentado ou levemente inclinado para trás. Poderá utilizar a almofada de amamentação para facilitar o processo. Deverá encher a seringa antes de iniciar e ter mais soro no recipiente para recarregar a seringa. Caso possua duas seringas, poderá deixar ambas já preparadas.

– colocar o pano tipo babete

– colocar a seringa de rosca ou com adaptador na narina do bebé, na horizontal, paralela ao chão. A ponta do nariz estará direcionada para a orelha e não para a testa.

– o jato deverá ser contínuo e lento para que a pressão seja baixa e não correr o risco de magoar o bebé. O jato rápido é ineficaz e causa desconforto.

– Depois de fazer a lavagem, poderá aspirar as secreções com um aspirador manual. Com  este conseguira controlar a força exercida pela sucção.

– Repetir o procedimento na outra narina.

Pode ver a seguir um vídeo de demonstração realizado pela Dra. Maira Luz, pediatra e pneumopediatra.

Dicas:

– o soro fisiológico não deve estar gelado. Deve estar a temperatura ambiente ou levemente aquecido. NUNCA usar só agua.

– Caso haja secreções verdes, deverá limpar até saírem clarinhas.

– Poderá encontrar um kit de lavagem nasal ou apenas os adaptadores para seringas nas páginas de instagram ou Facebook  “Narizininhos – Adaptadores Seringa“. Caso adquira qualquer um dos kits, indique o código «PALAVRADEMAE» e terá a oferta da segunda seringa. 

– as unidoses de soro poderão ser encontradas em qualquer hipermercado.

– o spray e aspiradores da Rhinomer ou outros poderão ser encontrados em farmácia.

– faça a lavagem sempre antes das refeições. Como o soro pode ir para a garganta, poderá provocar o reflexo de tosse ou vómito.

– É extremamente importante que os adaptadores e materiais utilizados estejam cuidadosamente lavados e esterilizados, bem como higienizar corretamente as mãos antes de realizar o procedimento.

Qualquer dúvida ou insegurança, deverá sempre contactar o profissional de saúde que acompanha o seu filho.

Gosta e segue-nos
Posted in Bebé, Saúde, Segurança e Rotinas

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *