Menu Fechar

Gravidez x Cães! O que fazer?

Quem tem cães, sobretudo aqueles que vivem dentro de casa, a coisa que mais ouve provavelmente durante a gravidez é: “E agora? O que vais fazer com os cães?” Parece que uma coisa exclui a outra. Se o cão é educado, e todos os cães o podem ser, ele só vai fazer bem ao seu bebé. Está provado que quem tem cães (ou outros animais de estimação) vive de maneira mais saudável.

O que é importante para conciliar um cão com a gravidez?

O que é fundamental é os animais terem as vacinas todas em dia e manter as mínimas condições de higiene, coisas portanto que já fazem parte do dia-a-dia e que não dependem da gravidez. Um cão saudável e bem cuidado não vai interferir ou causar riscos numa gestação. Assim como é errado pensar que os gatos são a causa de toxoplasmose e por isso serem descartados numa gravidez.

Preparar um cão para a chegada de o novo membro à família? Sim ou não?

É importante preparar o cão para a chegada do novo membro da família. Se achar que com a chegada do bebé algo irá mudar na rotina do animal, não deverá esperar pelo nascimento. Começa as mudanças o quanto antes para o cão não associar a chegada do bebé às mudanças da sua vida. Se, por exemplo, o animal dormir na vossa cama e você achar que isso vai mudar, comece logo a proibir assim que descobre que está grávida. Mudanças bruscas na rotina de um animal, tal como acontece na rotina de um ser humano, causam desconforto psicológico.

O bebé chegou! E agora?

Se o cão for calmo, educado, higiénico e nunca tiver mordido em ninguém, não deixar o cão aproximar-se do bebé pode ser contraproducente. O pelo deverá ser mantido curto e com escovagem diária, unhas cortadas e escovagem dos dentes e  banhos semanais.

 Uma das dicas é deixar o animal cheirar o bebé assim que ele chegar da maternidade. É importante que matem a curiosidade e que os donos estejam atentos aos comportamentos nesta fase de adaptação. Provavelmente, no espaço de um mês, terão os maiores protetores sempre junto ao berço do recém-nascido.

Há, no entanto, cães mais carentes e que precisam de maior atenção. Deverá reservar uma hora do dia para mimar o cão, um momento só vosso. Mesmo assim, caso veja que a presença da criança deixa o animal desconfortável, deverá evitar o contacto, respeitando o espaço. Outro alerta: por muito bonzinho que um animal seja, nunca deverá deixar uma criança sozinha com ele. Caso ache necessário, contrate um profissional de treino de cães para trabalhar esta relação.

Dicas para uma boa convivência entre o seu cão e o seu filho:

  • Jamais deixe o cão sozinho com a criança
  • Dê muita atenção ao seu bichinho. Como no ser humano, falta de atenção gera mau comportamento.
  • Mantenha os animais vacinados e bem cuidados
  • Leve o cão a passear diariamente. Os passeios na rua são fundamentais para evitar o stress do animal. Ninguém gosta de viver confinado.
  • Mantenha um canto da casa com as coisas do cãozinho, com tudo limpinho e acolhedor para que sinta que aquele é o espaço dele.
  • Não se esqueça de trocar a água diariamente.

 

E vocês, têm mais algumas dicas para fazer a relação cão x bebé dar certo?

Gosta e segue-nos
Posted in Bebé, Desenvolvimento do Feto, Gravidez e Pós-Parto, Preparar a chegada, Saúde, Segurança e Rotinas

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *